Informação

Medula espinhal, características e funções

Medula espinhal, características e funções

O sistema nervoso é uma organização de estruturas e sistemas que funcionam como um todo cujas partes estão conectadas em diferentes níveis. Algumas dessas partes são extremamente cruciais para o funcionamento geral dos seres vivos e uma delas é a bulbo espinhal, uma estrutura muito importante do cérebro cuja atividade nos permite desempenhar muitas funções, como regular nossa pressão arterial e até respirar.

Conteúdo

  • 1 O que é a medula oblonga?
  • 2 Localização da medula oblonga
  • 3 Funções da medula oblonga
  • 4 Problemas na medula oblonga e suas conseqüências

Qual é a medula oblonga?

A medula é a estrutura mais caudal do tronco cerebral. É uma protuberância arredondada, composta de substância branca e substância cinzenta que funciona como o principal conector entre a medula espinhal e o sistema nervoso central.

A medula oblonga é dividida em diferentes zonas. Uma fissura média na área anterior conecta essa estrutura à medula espinhal. Nos dois lados do bulbo estão as pirâmides, a área mais importante nessa estrutura, que conecta o bulbo à medula espinhal. Externo é o sulco pré-ranhura. A medula também é o centro onde estão localizados os nervos de um lado e de outro do cérebro, ou seja, o ponto de encontro entre um hemisfério e outro.

Localização da medula oblonga

Ele bulbo espinhal, também conhecida como medula oblonga, está localizada em uma área importante do sistema nervoso: entre a ponte do tronco cerebral no topo e a medula espinhal na zona inferior. Anteriormente, ele é colocado na frente do cerebelo e sua localização importante consegue conectar a medula espinhal e o sistema nervoso periférico, com o sistema nervoso central. Ou seja, é o ponto de conexão entre os músculos e os órgãos do corpo com o cérebro. Isso é feito transferindo as informações que chegam do sistema nervoso periférico para uma estrutura chamada tálamo, que seleciona os estímulos que serão subsequentemente transferidos para o resto do cérebro, de acordo com sua importância.

Além disso também conecte os dois hemisférios cerebrais cujos nervos estão nessa estrutura, de modo que uma lesão em um lado da lâmpada pode causar problemas no hemisfério oposto.

O bulbo espinhal recebe oxigênio através de diferentes artérias, como a artéria espinhal anterior, a artéria cerebelar posterior inferior e os ramos diretos da artéria vertebral. Além disso, a medula oblonga é formada por fibras nervosas mielinizadas e desmielinizadas, ou seja, substância branca e substância cinzenta.

Funções da medula oblonga

A medula oblonga está envolvida em diferentes funções involuntárias e, devido ao seu papel de conexão entre a medula espinhal e o cérebro, sua importância é fundamental para a sobrevivência do ser humano, realizando ações como:

  • O controle de funções autônomas
  • A coordenação dos movimentos involuntários do corpo. Esses movimentos reflexos involuntários podem ser deglutição de alimentos, espirros ou náusea, entre muitos outros movimentos reflexos.
  • O controle e coordenação de movimentos voluntários como movimentos da cabeça ou movimentos importantes para falar
  • Ele controle respiratório
  • Controle cardiovascular: ser responsável pela redução da frequência cardíaca ou pressão arterial
  • Controla e regula as funções viscerais e gastrointestinais
  • O transferência de informação sensorial entre o sistema nervoso periférico e o sistema nervoso central. O sistema nervoso periférico é formado pelos nervos e gânglios ao redor do corpo que conectam órgãos e músculos ao sistema nervoso central. Esse conector é a medula, que envia informações do resto do corpo para o tálamo, que posteriormente as envia para o resto do cérebro.

Problemas com a medula oblonga e suas conseqüências

Problemas e lesões nessa estrutura podem causar diferentes dificuldades relacionadas a muitos sistemas e coordenadores sensíveis. Isso pode resultar em problemas de degustação, movimento, respiração ou até batimentos cardíacos.

Como explicamos acima, a medula está envolvida em muitos processos físicos importantes, como a respiração e até o diâmetro das artérias e veias, espirros ou até deglutição. É por isso que danos a essa estrutura podem interferir em funções cruciais, levando a problemas como:

  • Paralisia
  • Vertigo
  • Dificuldade em engolir
  • Problemas para fazer movimentos como virar a cabeça
  • Dificuldades respiratórias
  • Perda de coordenação muscular
  • Sendo um ponto de encontro entre os dois hemisférios, danos a um lado da medula podem causar problemas no outro lado do corpo.

Alguns desses déficits podem ser causados ​​pelo uso de drogas como os opiáceos. Estes, em grandes quantidades, podem inibir o funcionamento dessa estrutura, com a conseqüente dificuldade em respirar ou manter a freqüência cardíaca, que em casos de overdose grave pode se tornar fatal. Por ser o principal ponto de encontro entre os nervos de cada hemisfério e os tratos ascendentes e descendentes do sistema nervoso, seus danos podem representar um perigo para as funções normais dos seres vivos.

Links de interesse

Medula Oblongata. //brainmadesimple.com/medulla-oblongata.html

O que é a Medula Oblongata? (2018). //www.thoughtco.com/medulla-oblongata-anatomy-373222

Medulla oblongata. //www.healthline.com/human-body-maps/medulla-oblongata#1